Coisas bailarinísticas


Postura de bailarina. Corpo alongado, porte elegante, nada de barriga e excesso de peso, pernas duras, bumbum firme, andar leve de quem quase flutua. Dá para identificar de longe quem estudou balé, porque essas características se incorporam por toda a vida. Preciso dizer mais alguma coisa? Para ficar na ponta, existe uma sapatilha especial, que só é liberada depois de anos de aula, quando você estiver preparada. Não, ela não é de madeira. A maioria das sapatilhas é feita de couro, aniagem, papel, cola e preguinhos. Não tem gesso lá! Além disso, como já disse, é necessária uma estrutura para o uso de ponta, você não pode colocar no pé e sair andando. Será praticamente impossivel se equilibrar. É preciso muito exercicio de fortalecimento para abdomen e pernas, muito.
*Nem toda bailarina tem espacate perfeito! Alongamento, postura, força, ponta/pé bonitos, sorriso cativante e técnica boa. é muito dificil encontrar tudo isso em uma pessoa só. É por isso que existem as professoras, para valorizar o que há de melhor em cada aluno. Depois de anos, é sim possivel um bailarino perfeito, mas só depois de muito trabalho e dedicação. Você pode ter uma ponta linda, mas não conseguir abrir espacate, mesmo depois de anos e anos de aula.
*Não precisa de tutu pra ser bailarina! O figurino é feito conforme o aspecto da dança, o tema e o efeito a ser proporcionado no palco. Não ache que só é bailarina quem dança de tutu.
*Aulas de balé não são chatas. Isso depende muito da academia e do professor. Geralmente as aulas são divididas em alongamento, centro e barra. Como disse, isso vai muito do conceito do lugar onde você estuda. Se for uma academia de ballet clássico, você tem que gostar muito para aguentar.
-Ballet de Repertório: grandes clássicos A companhia em que estudo não realiza apresentações de repertório,ou um só musical. É estipulado um tema e a partir dai se desenvolve umas três ou mais danças para cada turma. No caso do ballet de repertório, todo o espetáculo é referente a uma só coisa e ele não é dividido por danças, e sim por cenas e atos. Sempre há um pas de deux e os passos devem ser os mesmos do original, a não ser que seja uma variação. São grandes exemplos de dança de repertório: O Lago dos Cisnes, Giselle, O Quebra-nozes e Dom Quixote. Tem um padrão de passos a serem seguidos e exigem bastante técnica dos protagonistas. Duram cerca de uma a duas horas.
-Figurinos e acessórios fofos E enfim chegamos à parte mais entusiasmante do balé: figurino! O melhor momento de todo o processo de apresentação (depois da própria, claro né). Sapatilha, vestido, arranjo de cabelo e acessórios, tudo é fundamental.

Balé é muito mais que dança. Praticar, desde que você ame, faz bem para a alma e claro, para o corpo. Mas antes de tudo é o balé o unico lugar que eu posso relaxar, me sentir bem mesmo tendo que colocar o pé atrás da cabeça ou com trocentas bolhas no pé. Adoro sair na rua de coque, receber olhares desconfiados e responde-los com um sorriso. Enfim, eu amo balé e tudo que se relaciona a ele.